Celebra Cerimonial e Eventos

Deixando você celebrar o seu evento *** (41) 99944-0741 *** https://www.facebook.com/celebrace/

Blog

Tradi??es - Recife

Posted by celebrace on August 2, 2010 at 12:08 PM Comments comments (0)

Olá pessoal,

 

Estava navegando pela net e um site que acesso diariamente (ou mais até que diariamente..rs) é o rainhas do Lar. Um site/blog que tem de tudo um pouco sobre a vida das rainhas que por lá escrevem.

Uma materia de algum tempo atrás que gostei muito fala sobre a tradição do bolo das noivas de Recife.

Segue a materia


By Melissa Tanganelli

 

Bolo de Noiva de Recife

Comentando sobre casamentos dia desses aqui no Rainhas, a Karlinha mencionou uma tradição do bolo de noiva em Recife que muito me interessou. Daí a fofa fez a gentileza de nos enviar história e a receita preciosa da Eliane e Jane Asfora...

Katita amore,

Isso é coisa de PE.

O bolo é feito com frutas cristalizadas embebidas em vinho do Porto, é uma variação do bolo inglês. Bem embalado e congelado, pode ser conservado por um ano sem perder a maciez. Decorado com glacê finíssimo e elegantérrimo que as doceiras capricham cada vez mais. A prova do bolo é um acontecimento.

A tradição manda guardar um pedaço do bolo congelado, para comer exatamente um ano após a cerimônia pra dar sorte. Pra garantir eu trouxe um pedação pra Bahia e comemos no primeiro ano, acompanhado de champagne que trouxe tb.

Uma outra tradição é a de dar aos padrinhos uma miniatura do bolo no dia do casamento ou na entrega do convite.

A receita anexa é da d. Leonir Asfora que fez o meu bolo e as filhas que fazem hoje em dia.

Beijo

Bolo de Noiva de Recife

Receita de Eliane e Jane Asfora

Ingredientes:

Bolo

500 g de farinha de trigo

500 g de açúcar mascavo

500 g de manteiga ou margarina

1/2 xícara de vinho tinto

1 colher (sopa) de conhaque

1 colher (sopa) de raspas de limão

1 colher (sopa) de fermento em pó

300 g de ameixas bem picadas

300 g de frutas cristalizadas picadas

200 g de passas brancas

200 g de passas pretas

1/2 xícara de nozes picadas

8 ovos

1 pitada de cravo triturado e peneirado

Noz-moscada e canela em pó a gosto

Modo de preparo:

Deixe as passas de molho no vinho do Porto de um dia para o outro.

Bata a manteiga com o açúcar por 5 minutos ou até ficar esbranquiçado. Junte os ovos e bata até ficar homogêneo.

Acrescente as raspas de limão, a noz-moscada, o cravo e a canela. Em seguida, a farinha e o fermento peneirados, batendo sem parar.

Junte as ameixas e as frutas e misture. Adicione o conhaque e o vinho com as passas e misture.

Aqueça o forno em temperatura média. Forre 2 fôrmas com papel manteiga e unte com bastante manteiga. Polvilhe farinha e divida a massa entre as duas fôrmas.

Asse por 55 minutos ou até que, ao espetar um palito, ele saia limpo. Deixe esfriar.

Glacê mole

2 xícaras de açúcar de confeiteiro

3 claras

Glacê duro

8c de açúcar de confeiteiro

2 colheres (sopa) de suco de limão

4 claras

Glacê mole

Bata as claras até espumarem e acrescente o açúcar. Continue batendo até engrossar.

Glacê duro

Bata as claras com o suco de limão até espumarem. Junte o açúcar aos poucos, mexendo com uma colher de pau. Misture até obter uma massa (essa massa ainda gruda nas mãos). Transfira para uma superfície lisa e sove, acrescentando o açúcar restante aos poucos, até obter uma massa lisa e que não grude nas mãos. Cubra com filme plástico para não ressecar.

Montagem

Desenforme o bolo maior sobre um prato e cubra-o com uma camada do glacê mole. Coloque o segundo bolo por cima e cubra-o da mesma maneira. Reserve a sobra do glacê.

Polvilhe açúcar de confeiteiro sobre uma superfície lisa. Abra uma porção da massa dura com um rolo na espessura de 0,5 cm. Corte pedaços com uma faca e cubra toda a lateral e a superfície do bolo.

Com as mãos molhadas com água, alise a cobertura e emende os pedaços de glacê. Reserve a sobra da cobertura.

Coloque as sobras de glacê em uma tigela e acrescente 1 clara. Mexa até obter uma mistura homogênea. Finalize a decoração do bolo com o saco de confeitar ou moldando pequenas flores com a mistura.

A receita original foi dividida por seis para facilitar o preparo. Se quiser um bolo para o dia-a-dia, esqueça a cobertura. Para congelar, basta embalar em filme plástico.

Karlinha, se esse bolo for bom que nem a tua terra, e eu sei que é, afffff! eu quero casar só pra comê-lo.

Obrigada e um beijo doce de frutas cristalizadas, frô.

=)

K.